sexta-feira, 20 de julho de 2007


O ESPELHO


No espelho antevi o porvir
Moldado em arquétipos
Repleto de tipos
A se refletirem.

Contemplei limites
Vitais ilusões
Secretas crenças
A persistirem.

Veracidades...
Versatilidades...
Várias cidades
A se extinguirem.

Integrei-me à imagem
Em alto relevo
Entreguei-me à miragem
Que agora descrevo.

Seculares momentos
Discretos rebentos
Reflexos perdidos...
Puídos!

Márcia Sanchez Luz ©


*Do Livro "No Verde dos Teus Olhos" - Editora Protexto, PR - 2007