quinta-feira, 12 de junho de 2008

Soneto de J.J. Oliveira Gonçalves


Sensual Miragem...

© J.J. Oliveira Gonçalves


www.celitomedeiros.com.br

Procuro minha Amada de Outras Eras
Aquela dos cabelos noite-escura!
De ventre sensual... Fruta madura
Metáfora de ardentes Primaveras!

Procuro a Flor mais bela e delicada
Macia qual nenúfar - e trigueira!
Que em Êxtase gemia... E feiticeira
Desabrochava nua e almiscarada!

Me fiz este beduíno do deserto
A Alma em Solidão... O peito aberto
Buscando meu Oásis... meu Crescente!

E quando o ruivo Sol dá vez à Lua
Na tenda eu te vislumbro: Bela e nua...
Miragem (do deserto) tão somente!

(Soneto enviado por e-mail pelo autor)