domingo, 27 de maio de 2007

INSTANTES

Quando aos poucos te transformas
Buscas diferentes formas
De lidar com o inatingível
Compreender o incompreensível
Mesmo que intransponível
Se não até intangível
Visão maior de teu ser
A explodir em miragens
Em lusco-fuscos instantes
Claro-escuros inquietantes
Porquanto doces
Constantes
Razões maiores de ser
E simplesmente deixar
Que a noite chegue transpondo
Teus horizontes perdidos.

© Márcia Sanchez Luz

*Do Livro "No Verde dos Teus Olhos" - Editora Protexto, PR - 2007